Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

AGENTES DE SAÚDE PARALISAM ATIVIDADES POR CAUSA DE ASSALTOS.


Os agentes do controle de vetores da Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto-SP, suspenderam, nesta quinta-feira (17), os trabalhos nos bairros Salgado Filho I e II, Vila Elisa e Jardim Aeroporto por falta de segurança. Desde 10 de janeiro, quando iniciaram a operação na zona Norte, eles já foram vítimas de dois assaltos e um furto.
O estopim da crise foi nesta quinta, por volta das 10h, quando dois homens em uma moto abordaram um grupo de agentes que estava no cruzamento da avenida Recife com a rua Pontal. Um dos assaltantes, armado, roubou a corrente de ouro do supervisor de campo, Vicente Paula Melo. Durante o assalto, o funcionário acabou caindo e machucando o cotovelo.
"Estava nebulizando o local quando os homens apareceram. Foi tudo rápido. Levaram um correntinha que eu ganhei da minha mulher", disse Melo, que chamou a polícia e registrou boletim de ocorrência. "Eu tinha visto os dois homens passando antes observando a gente. Tanto que na hora do assalto eles foram exatamente na pessoa que estava com a joia", disse uma funcionária que não quis ser identificada.
Insegurança
A chefe da Divisão do Controle de Vetores, Maria Lúcia Biagini, anunciou nesta quinta mesmo a suspensão dos trabalhos. "Os agentes estão inseguros e, por isso, o trabalho nessa região está suspenso", disse. "Precisamos de uma solução rápida, porque a região dos assaltos é considerada crítica em relação a dengue", acrescentou.
Na semana em que trabalharam, os agentes encontraram 700 focos de reprodução do Aedes aegypti, vetor da dengue.
Mais problemas
No último sábado, 12 de janeiro, outros agentes foram vítimas de um assalto, mas não foi feito boletim de ocorrência. "Um homem pegou uma agente pelo pescoço e levou uma correntinha e uma aliança de ouro", informou um funcionário.
A terceira ocorrência na zona Norte aconteceu na terça-feira, quando uma bolsa de uma das agentes foi furtada de dentro de um veículo da prefeitura.

Prefeitura garante que trabalhos vão continuar
Na tarde desta quinta, a prefeitura divulgou uma nota garantindo o retorno dos agentes para a zona Norte de Ribeirão Preto.
A Secretaria da Saúde vai, a partir desta sexta-feira (18), "comunicar por ofício a Policia Militar sobre os roteiros de trabalho das equipes, solicitar que os agentes não portem objetos de valor e pedir que uma guarnição da Guarda Civil Municipal acompanhe as ações em áreas de risco".
O Executivo classificou os assaltos aos servidores como "ataques covardes". "Infelizmente vivemos em um contexto de banalização da violência e reafirmamos o firme propósito de preservar a integridade de nossos servidores", finalizou a prefeitura, em nota.

Sindicato e chefe de Divisão têm bate-boca no local
Nesta quinta, no local onde ocorreu o assalto ao agente de controle de vetores, a chefe da Divisão Maria Lúcia Biagini discutiu com o membro do Sindicato dos Servidores Municipais (SSM), Noedivaldo Aparecido Bernardino.
Biagini acusou o SSM de chamar a imprensa e fazer sensacionalismo em cima dos assaltos. "A imprensa precisa se comunicada corretamente. Não podemos fazer um alarde desses", disse a chefe do Vetores para Bernardino. "Eu estou fazendo meu trabalho, que é defender o funcionalismo público", respondeu o representante do SSM.

FONTE: A CIDADE

Nenhum comentário: