Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

FENASCE NA LUTA EM BRASÍLIA EM BUSCA DO REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE

 
FENASCE JÁ CHEGOU EM BRASÍLIA...
para prepará a mobilização de MARÇO
Então reuni alguns fatos ocorrido
até agora. e com as imagens revelando
vamos lá...



 1º-FENASCE DENUNCIA MINISTRO DA SAÚDE NA PGR POR DESCUMPRIMENTO DA PORTARIA 211, QUE CRIA O GT DO PISO.

 O Presidente da FENASCE Fernando Cândido, denunciou o Ministro da Saúde, Ricardo Barros na PGR-Procuradoria Geral da República em face do descumprimento da Portaria 211, que institui o GT-Grupo de Trabalho, que tem como finalidade debater e apresentar proposta para o reajuste do Piso Salarial Nacional dos Agentes de Saúde e de Endemias .

 2º-FENASCE REITERA PEDIDO DE ÁUDIENCIA COM MINISTRO DA SAÚDE.

 Na manhã da quarta-feira, 15/02 o Presidente da FENASCE Fernando Cândido, acompanhado do Diretor da CNTSS estiveram no Gabinete do Ministério da Saúde, protocolando mais uma vez, um pedido de audiência com o Ministro, Ricardo Barros para debater o reajuste do PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE E ENDEMIAS.

 3º- Nos dias 7, 8 e 9 de março, agentes comunitários de saúde e de combate às endemias de todo o país estarão em Brasília para exigir o reajuste do piso salarial das duas categorias. Desde 2014, quando estabelecido através da Lei n.º 12.994/14, o piso dos ACSs e ACEs está congelado e o atual ministro da Saúde, Ricardo Barros, se recusa a negociar.

 A agenda de mobilizações na capital federal faz parte da “Campanha Nacional Reajuste Já!”, promovida pela Federação Nacional de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (Fenasce) e pretende sensibilizar o Congresso Nacional e a sociedade quanto à defasagem sofrida nos salários desses profissionais.

Nenhum comentário: