Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

sexta-feira, 3 de maio de 2013

AGENTE DE SAÚDE É CONDENADO A 12 ANOS DE PRISÃO POR ESTRUPAR ENTEADA DE APENAS 10 ANOS.


FOTO: DIVULGAÇÃO.


O agente de saúde Francisco Alves do Nascimento Filho, de 33 anos, foi condenado pelo juiz da 7ª vara criminal de Teresina, Almir Abib Tajra Filho, a 12 anos de prisão pelo estupro da enteada A.B de 10 anos.
Segundo consta nos autos a mãe da criança Maria Irisnete Lopes Magalhães, descobriu que Francisco Alves do Nascimento Filho, que mora na vila Meio Norte, no bairro Tabajara, na zona Leste de Teresina, vinha praticando atos libidinosos com A.B, quando a criança foi passar o final de semana na casa do agente de saúde.
Francisco Alves Filho foi casado com Maria Irisnete por 4 anos e mantinham um bom relacionamento. Quando a mulher ia trabalhar, a criança ia para casa do acusado que só trabalhava pela manhã e passava a tarde sozinho com a menina e passou gradativamente a assedia-la. Segundo os autos do processo Francisco Alves ficava observando A.B tomar banho e as vezes banhava com a criança pegando em sua genitália, expondo seu pênis e pedindo que ela praticasse masturbação. As relações eram sem penetração vaginal até a ejaculação. O fato ocorria enquanto eles estavam deitados na cama, ele colocava camisinha, colocava a criança sobre o seu corpo e punha o pênis entre as pernas da menina e ficava esfregando até a ejaculação. Nesse momento ele tirava a camisinha e mandava a menor tomar banho.
O homem ameaçava a criança de que se contasse para alguém ele mataria ela ou sua mãe. Diante das ameaças e abusos que sofria a menina mudou seu comportamento, chorava bastante e quando era indagada pela mãe tinha medo de contar devido as ameaças de Francisco Alves.
Os abusos só terminaram quando foram descobertos pela prima de A.B, pois a criança pediu à ela que não a deixasse mais voltar para casa de Francisco Alves Nascimento Filho e após muita insistência da prima ela contou o que estava acontecendo. Na ocasião, a prima chamou a mãe da garota e contou o que estava ocorrendo, o que resultou no boletim de ocorrência e instauração de inquérito policial junto a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).
No inquérito a criança prestou depoimento e Francisco Alves Nascimento Filho negou que tivesse abusado de sua enteada e alegou que o caso era uma artimanha usada por Maria Irisnete para se separar dele.
O juiz Almir Abib Tajra Filho condenou o homem por estupro de vulnerável a 12 anos de prisão em regime fechado na penitenciaria Irmão Guido. Francisco Alves Nascimento Filho é agente comunitário de saúde e estuda licenciatura em matemática.

FONTE: EFRÉM RIBEIRO

Nenhum comentário: