Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

SINSEMPA

SINSEMPA
CHAPA 1

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

AGENTES DE SAÚDE CRIAM BIBLIOTECA EM UNIDADE DE SAÚDE

Lucas e sua mãe Ana escolhem livros enquanto
esperam por consulta  (Foto: Wilson Aiello/ EPTV)
 
 
Duas agentes comunitárias de saúde criam uma biblioteca comunitária na Unidade de Saúde da Família (USF) do Jardim Santa Lucia, em Araraquara (SP). O material é doado pelos pacientes e pelos próprios funcionários. O acervo reúne 200 exemplares de diversos gêneros.
 
A biblioteca foi criada com o objetivo de acalmar e descontrair crianças e adolescentes antes das consultas. Além de distrair e passar o tempo, a leitura ajuda a despertar a imaginação dos jovens de um modo diferente.
 
Passa tempo

 Lucas Leandro Rocco, de 10 anos, estava com febre e sem vontade de fazer nada. No dia que foi à unidade animou-se após ver alguns livros. “É bom porque enquanto a médica não chama, a gente pode ler para passar o tempo”, disse ele. A mãe, Ana Lúcia Leandro Rocco, também gostou da ideia. “Acho bom, ajuda enquanto você aguarda a consulta”, completou.
 
A agente comunitária de Saúde Vera Cagnin Ciumine, foi uma das responsáveis pela iniciativa. “O lugar era cheio de cartazes de doenças, a gente tirou e colocou algo mais alegre. O foco é a saúde, não a doença”, disse.
 
Retirada de livros

 A também agente comunitária Viviane Cardoso Marques explicou que os pacientes podem levar os livros para ler em casa.

A estudante Gesilaine Eduarda Mendes, de 17 anos, foi à unidade acompanhar a mãe em uma consulta e decidiu levar um livro para casa. “Começo a faculdade de direito então acho que vai ajudar”, contou.
 
A aposentada Célia Gomes da Silva também aprovou a novidade. “É muito maravilhoso. Cada vez que tiver uma coisa dessas em um posto é muito interessante para o Brasil, né”.
Os interessados também podem doar ou fazer trocas de livros. Para isso, basta ir à unidade que ficar na Rua dos Libaneses (Rua 14).
 
 
 
FONTE: Do G1 São Carlos e Araraquara

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

LADRÕES FURTAM UNIRFORMES DE AGENTES DE SAÚDE E PREFEITURA FAZ ALERTA !

Fotos: Lucas Calazans
 
 
Foram roubados uniformes de agentes de endemias, supervisores e jalecos de veterinário
 
A Prefeitura Municipal de Cariacica-ES, divulgou a informação de que falsos agentes da área da saúde ambiental podem atuar no município. O alerta é em virtude da invasão de vândalos ao Centro de Controle de Zoonoses, que furtaram, dentre outros materiais, uniformes de agentes legalizados, no dia 09/02.
 
Os criminosos também levaram bolsas dos profissionais com brasão da Prefeitura
Para que o munícipe não seja pego de surpresa, a prefeitura pede para que as pessoas não recebam em suas casas pessoas que se identifiquem como agentes, mesmo que estejam uniformizados, e ressalta que, no momento, o serviço realizado por esses profissionais legalizados está suspenso em todo o município.
 
Como uma medida de segurança, a prefeitura está providenciando uniformes com um novo modelo para a equipe do CCZ. A prefeitura pede ainda que as pessoas colaborem em manter seus quintais e casas limpos e livres do focos do mosquito Aedes aegypti. "Caso um falso agente tente entrar em sua residência, ligue imediatamente para a Polícia Militar, por meio do telefone 190", informa a prefeitura.
 
Ainda de acordo com a prefeitura, o o serviço de fumacê continua normalmente no município, com motos e carros fumacês atendendo a todos os bairros, de acordo com o cronograma seguido pelo CCZ.
 
 
 
FONTE: FOLHA VITÓRIA

SINDICATO ESTADUAL ORGANIZANDO CARAVANA PARA LEVAR AGENTES DE SAÚDE PARA MOBILIZAÇÃO EM BRASÍLIA-DF.

 
 
SINDACS-AL
 
Conseguimos reservar a hospedagem dos participantes da viagem a Brasília, em um hotel muito bom e um preço acessível.

     Por essa razão,  o valor da inscrição será de apenas R$ 55,00. Aqueles que já depositaram o valor anterior, será ressarcido.
 
As inscrições para participação na viagem a Brasília se estenderá ate o dia 28/02, pelos telefones 3326- 3845/9997  -8864 (Manassés), mediante o envio do comprovante de depósito de R$ 55,00 para a hospedagem,
 
  Banco do  Brasil, 
Agencia 0542-8,
Conta corrente 35.704-9.
 
Os diretores do SINDACS-AL, tem prioridade, assim como os diretores municipais, respeitando também o prazo de inscrição. Se surgir vaga e a liderança Municipal não puder ir, deve ser feita uma reunião e através de sorteio ou eleição, escolher um outro agente. Será  intransigentemente proibida a inscrição de alguém que não seja da Categoria.
 
 
FONTE: SINDACS-AL.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

PROJETO AMPLIA ATIVIDADE E QUALIDADE DO TRABALHO DOS AGENTES DE SAÚDE

Antonio Augusto / Câmara dos Deputados
 
Texto também aumenta exigência de formação desses profissionais. Eles deverão ter ensino médio e curso de aperfeiçoamento a cada dois anos
 
A Câmara dos Deputados analisa proposta que redefine as atribuições profissionais dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias.
 
O texto amplia a lista de atividades desses profissionais, exige conclusão do ensino médio para o exercício da profissão e ainda 200 horas de curso de aperfeiçoamento a cada dois anos de trabalho efetivo, além de um curso de 40 horas de formação inicial.
 
Hoje esses profissionais precisam ter concluído apenas o ensino fundamental e um curso introdutório de formação inicial e continuada.
 
As medidas estão previstas no Projeto de Lei 6437/16, do deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), que altera a lei de regulamentação da profissão (11.350/06).
 
Lacunas na lei

 Raimundo Gomes de Matos argumenta que existem diversas lacunas na lei atual, em razão de ela ser resultado de uma medida provisória (MP 297/06), o que não teria permitido discussões mais amplas sobre o assunto. Tais lacunas, na avaliação do parlamentar, são capazes de prejudicar o trabalho que transformou a saúde preventiva no carro chefe da maioria dos municípios brasileiros.
 
“Entre as graves lacunas, está a forma genérica e quase omissa como são identificadas as atividades desses profissionais, especialmente as do agente de combate às endemias, que muitas vezes é lembrado apenas como os ‘mata mosquitos’, sendo que suas atribuições vão muito além do combate ao Aedes aegypti”, exemplifica Gomes de Matos.
 
Segundo o deputado, a redefinição das atribuições e o investimento em capacitação serão fundamentais para a retomada do crescimento da saúde preventiva como principal modelo de assistência em saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) e reduzirá os custos hoje direcionados às redes secundárias e terciárias da saúde pública.
 
Prevenção e acompanhamento

 Segundo a lei atual, o agente comunitário de saúde tem como atribuição o exercício de atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde por meio de ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas. São basicamente ações de educação para a saúde.
 
A proposta de Gomes de Mato amplia o leque, incluindo entre as atividades da categoria a aferição da pressão arterial e a medição de glicemia capilar, com o objetivo de promover a prevenção e o acompanhamento das pessoas que apresentarem risco. Pelo projeto, no entanto, essas serão atividades supervisionadas por um profissional de saúde com nível superior, integrante da equipe de saúde da família.
 
As atividades que passarão a ser privativas do agente de saúde incluem o acompanhamento de gestantes e de crianças nos primeiros seis anos de vida, a identificação de dependentes químicos e de pessoas com doenças psíquicas, a vacinação de idosos, a identificação de pessoas com sinais de doenças infecto-contagiosas e a conscientização delas sobre a importância do diagnóstico.
 
Já as atividades compartilhadas com os demais membros da equipe saúde da família incluirão o planejamento e o mapeamento institucional, social e demográfico de sua base; a análise dos dados obtidos nas visitas domiciliares; e a elaboração do plano de ação das equipes de saúde.
 
Agente de combate às endemias

 Conforme a Lei 11.350/06, o agente de combate às endemias tem como atribuição o exercício de atividades de vigilância, prevenção e controle de doenças e promoção da saúde. Mas também para esses profissionais o projeto de Raimundo Gomes de Mato amplia a lista de atividades privativas e supervisionadas.
 
Serão privativas, entre outras, a identificação de sinais de zoonoses ou de doenças transmitidas por mosquitos e outros animais; a aplicação indicada de inseticida; e a vistoria de imóveis em busca de criadouros de vetores de doenças.
 
Por outro lado, serão supervisionadas por um veterinário as ações de vacinação e a coleta de animais, entre outras. Um biólogo supervisionará o diagnóstico laboratorial de zoonoses e a identificação das espécies animais de relevância para a saúde pública.
 
Adicionalmente, algumas atividades serão integradas entre agentes de saúde e agentes de combate a endemias, como a orientação sobre a prevenção de zoonoses.
 
Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado por uma comissão especial da Câmara dos Deputados, em razão de o assunto ser da competência de mais de três colegiados de mérito da Casa.


Íntegra da proposta:

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

PREFEITO VENICIO DO Ó, VAI PAGAR O INCENTIVO ADICIONAL(14º SALÁRIO) DOS AGENTES DE SAÚDE

 
A Prefeitura de Pimenteiras-PI, pagará nessa semana aos agentes comunitários de saúde o Incentivo Extra, também conhecido como 14º salario da categoria que é repassado todos os anos pelo governo federal as prefeituras.

O incentivo, mesmo sendo destinado aos agentes não é repassado por boa parte das prefeituras como disse o presidente do Sindicato Estadual dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias Francisco Oliveira.
 
“Esse dinheiro é para ser repassado aos agentes de saúde de varias formas só que a grande maioria dos gestores não cumpre essa obrigação. Têm uns que pagam a metade, outros menos que isso, uns usam para comprar fardamento ou cestas básicas e outros simplesmente não repassam nada como é o caso de Teresina e a grande maioria dos municípios, por isso essa iniciativa de Pimenteiras deve ser louvada” afirmou.
 
Para a vice-prefeita Lucia Lacerda, o prefeito Venicio do Ó da mais uma demonstração do zelo administrativo. “Ao pagar esse incentivo, o prefeito Venicio do Ó demonstra mais uma vez seu compromisso com nossos servidores. É uma obrigação, mais infelizmente são poucos agentes de saúde no Brasil que podem contar com esse dinheiro que será pago essa semana pela prefeitura” comemorou.
 
Ao lado do prefeito Venicio do Ó, a vice-prefeita deu posse aos demais secretários municipais e assessores, a solenidade realizada na prefeitura o prefeito completou a equipe do primeiro escalão que conta com os secretários Janaina Lacerda, (administração), Alex Lacerda (governo), João Bosco (obras), Mario Sérgio (meio ambiente), Gean Lucas (cultura), Chico Bezerra (agricultura), Marilucia Ribeiro (assistência social), Ana Cleide (educação) Osmidio Maciel (finanças) e Rayon Mota na secretaria de saúde.
 
Na oportunidade o prefeito pediu o empenho de cada gestor na elaboração de projetos em suas áreas e uma dedicação especial no atendimento à população.
 
 
FONTE: OMEIONORTE

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

FENASCE EM BRASILÍA ENDURECE O DISCURSO POR FALTA DE COMUNICAÇÃO EM PROL DO REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE

 
 
Nos dias 7, 8 e 9 de março, agentes comunitários de saúde e de combate às endemias de todo o país estarão em Brasília para exigir o reajuste do piso salarial das duas categorias. Desde 2014, quando estabelecido através da Lei n.º 12.994/14, o piso dos ACSs e ACEs está congelado e o atual ministro da Saúde, Ricardo Barros, se recusa a negociar.
 
A agenda de mobilizações na capital federal faz parte da “Campanha Nacional Reajuste Já!”, promovida pela Federação Nacional de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (Fenasce) e pretende sensibilizar o Congresso Nacional e a sociedade quanto à defasagem sofrida nos salários desses profissionais.
 
O presidente da Fenasce, Fernando Cândido, conta que em 2016, o então ministro Agenor Alvares, através de portaria, instituiu um Grupo de Trabalho (GT) para definir uma progressão ao reajuste, mas, com o advento do golpe de Estado, as negociações foram suspensas. “Todas as tentativas de estabelecer um canal de diálogo com esse governo golpista e ilegítimo foram frustradas”, explica o dirigente.
 
Inúmeras foram as iniciativas da federação em restabelecer um canal de comunicação entre a categoria e o ministério da Saúde (MS), mas nem a intervenção de alguns parlamentares possibilitou essa aproximação.

Na falta de diálogo, a luta
Em resposta à resistência em dialogar e à recusa em ouvir as reivindicações dos agentes de saúde e de endemias, a Fenasce instituiu uma campanha nacional e seu ponto alto acontece em Brasília no mês de março. “Esta agenda é muito importante para os trabalhadores, na perspectiva de demonstrar a força da categoria na luta pelo o aumento de seus salários”, continua Cândido.
 
Na terça-feira (7), as delegações de cada estado visitarão os gabinetes dos deputados federais em busca de apoio à luta e de assinaturas para um abaixo-assinado em defesa do reajuste. Na quarta (8), está prevista uma grande marcha saindo da Catedral com destino ao Ministério da Saúde e na quinta (9), uma vigília dos trabalhadores em frente ao MS.
 
“São três anos sem aumento salarial e os prefeitos culpam o governo federal por não aumentar o repasse. Por sua vez, o ministro golpista se nega a um entendimento. Precisamos estabelecer algum nível de diálogo para conseguir conquistar o reajuste salarial e daí partir para outras pautas”, completa Luiz Cláudio Celestino, diretor financeiro da federação.
 
Para a Fenasce, o piso foi uma grande conquista, mas, por si só, não basta. “É necessária uma garantia de progressão salarial, que possibilite uma maior valorização aos ACSs e ACEs e garanta sustentação financeira aos municípios, responsáveis diretos pela contratação desses profissionais”, finaliza Fernando Cândido.
 
 
 
Fonte: CUT Brasília

FENASCE NA LUTA EM BRASÍLIA EM BUSCA DO REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE

 
FENASCE JÁ CHEGOU EM BRASÍLIA...
para prepará a mobilização de MARÇO
Então reuni alguns fatos ocorrido
até agora. e com as imagens revelando
vamos lá...



 1º-FENASCE DENUNCIA MINISTRO DA SAÚDE NA PGR POR DESCUMPRIMENTO DA PORTARIA 211, QUE CRIA O GT DO PISO.

 O Presidente da FENASCE Fernando Cândido, denunciou o Ministro da Saúde, Ricardo Barros na PGR-Procuradoria Geral da República em face do descumprimento da Portaria 211, que institui o GT-Grupo de Trabalho, que tem como finalidade debater e apresentar proposta para o reajuste do Piso Salarial Nacional dos Agentes de Saúde e de Endemias .

 2º-FENASCE REITERA PEDIDO DE ÁUDIENCIA COM MINISTRO DA SAÚDE.

 Na manhã da quarta-feira, 15/02 o Presidente da FENASCE Fernando Cândido, acompanhado do Diretor da CNTSS estiveram no Gabinete do Ministério da Saúde, protocolando mais uma vez, um pedido de audiência com o Ministro, Ricardo Barros para debater o reajuste do PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE E ENDEMIAS.

 3º- Nos dias 7, 8 e 9 de março, agentes comunitários de saúde e de combate às endemias de todo o país estarão em Brasília para exigir o reajuste do piso salarial das duas categorias. Desde 2014, quando estabelecido através da Lei n.º 12.994/14, o piso dos ACSs e ACEs está congelado e o atual ministro da Saúde, Ricardo Barros, se recusa a negociar.

 A agenda de mobilizações na capital federal faz parte da “Campanha Nacional Reajuste Já!”, promovida pela Federação Nacional de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (Fenasce) e pretende sensibilizar o Congresso Nacional e a sociedade quanto à defasagem sofrida nos salários desses profissionais.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

ORIENTAÇÕES IMPORTANTÍSSIMAS AOS ACE E ACS, REPASSADAS NO ENCONTRO REALIZADO NO RN

Segue abaixo os vídeos editados, com os principais momentos do Encontro Estadual dos ACE e ACS do Rio Grande do Norte, realizado dia 03-02-2016, pelo SINDAS/RN e CONACS.
 
Todo conteúdo baixo contem orientações importantes sobre o PL 6437/2016(que trata da reformulação do perfil profissional dos ACE e ACS), insalubridade, aposentadoria especial, direitos da categoria e reajuste do piso nacional.
 
 
VÍDEOS SOBRE AS ATRIBUIÇÕES PL 6437-2016:
 
FALA DO PRESIDENTE DO SINDAS/RN

FALA DA ASSESSORA JURÍDICA DA DA CONACS

FALAS DOS DEPUTADOS FEDERAIS RAIMUNDO GOMES, MANDETA E VALTAENIR

SOBRE A APOSENTADORIA ESPECIAL, PISO ETC: 
FALA DO REPRESENTANTE DO INSS

FALA DO PRESIDENTE DO SINDAS/RN
Atenção: O vídeo abaixo, contem esclarecimentos importantíssimos aos ACE e ACS de todo Pais sobre:
A APOSENTADORIA ESPECIAL, DIREITOS DA CATEGORIA, PROBLEMAS ENFRENTADOS PELOS ACE E ACS, ALGUMAS SOLUÇÕES E SOBRE O PISO NACIONAL.

VEJA VÍDEO QUE PROVA QUE OS AGENTES CUSTAM MENOS DE UM SALARIO MÍNIMO

CONACS FAZ CONVOCAÇÃO DA ASSEBLÉIA ANUAL DE 2017.

CONVOCAÇÃO
DA ASSEMBLÉIA ANUAL ORDINÁRIA DA CONACS DE 2017.
 
A CONACS – Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, por intermédio de sua Diretora Presidente, no uso de suas prerrogativas estatutárias, vem por meio desta CONVOCAR todas as suas Federações e Sindicatos filiados e seus respectivos representantes e bem como convidar os demais interessados para fazerem-se presentes à sua Assembleia Anual Ordinária do ano de 2017 e ao Seminário Nacional da CONACS, que terá como tema “Aposentadoria Especial e a regulamentação do adicional de insalubridade da categoria dos ACS e ACE”, que se realizará na sede do CESIRCENTRO DE ESTUDOS SINDICAIS RURAIS (CONTAG), cito na SMPW Quadra 01 Conjunto 02 Lote 02, Núcleo Bandeirante/DF, nos dias 03, 04, 05 e 06 de abril de 2017.
 
Conforme as normas estatutárias em vigência, a Assembleia Anual Ordinária do ano de 2017, além das deliberações exclusivas a este órgão, serão propostas e deliberadas a seguinte pauta:
 
PAUTAASSUNTO
01· Proposta da CONACS para a Política de Reajuste do Piso Salarial Nacional da categoria dos ACS e ACE;
02· Regimento Interno do Conselho Fiscal;
03· Regimento Interno do Conselho de Ética e Disciplina;
04· Planejamento Orçamentário anual
05· Reforma Estatutária;
 
 
SEGUE O LINK PARA DOWNLOAD DA SUA INSCRIÇÃO:
 
 
 
 
 
FONTE: CONACS

PARECE ATÉ BRINCADEIRA, PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE A QUASE TRÊS ANOS SEM REAJUSTE, SENADOR AINDA QUER REDUZIR




O SENADOR DALÍRIO BEBER (PSDB-SC) É AUTOR DO PROJETO DE LEI DO SENADO (PLS) 409/2016, QUE PROPÕE, PASMEM, REBAIXAR O PISO NACIONAL DOS PROFESSORES E OS DE OUTRAS CATEGORIAS DE SERVIDORES PÚBLICOS, COMO OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E OS AGENTES DE COMBATE ÀS ENDEMIAS. PARA O TUCANO BEBER, OS EDUCADORES E O PESSOAL DA SAÚDE, POR EXEMPLO, ESTÃO TENDO AUMENTOS ACIMA DA INFLAÇÃO, O QUE DESEQUILIBRARIA AS CONTAS PÚBLICAS DE ESTADOS E MUNICÍPIOS.

 
 
O texto já tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do
Senado
 

NESTE 2017, O PISO NACIONAL DOS PROFESSORES É PARA SER REAJUSTADO, DE ACORDO COM A LEI FEDERAL 11.738/2008, EM 7,64%, OU SEJA, 1,35% A MAIS DO QUE A INFLAÇÃO OFICIAL DE 2016. SE O PROJETO DO SENADOR DALÍRIO BEBER JÁ ESTIVESSE APROVADO, OS DOCENTES TERIAM DIREITO A APENAS 6,29%, QUE FOI O ÍNDICE INFLACIONÁRIO DO ANO PASSADO, E PERDERIAM 1,35%.


 
 

O que Dalírio quer, de acordo com a Agência Senado, “é dar ao gestor público a opção de reajustar os salários pela inflação acumulada dos últimos 12 meses ou pela taxa de crescimento das receitas tributárias próprias somadas às transferências oficiais recebidas no exercício anterior. O texto, que tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), permite que União, estados e Distrito Federal optem por reajustar os pisos salariais pelo menor desses índices”.


 

domingo, 12 de fevereiro de 2017

CONACS DIVULGA NOVO SITE OFÍCIAL E ATÉ MESMO DATA DE MOBILIZAÇÃO EM BRASÍLIA EM PROL DO REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE

 
 
 
Começou na tarde deste 31/01, na cidade de Natal-RN a 1ª Reunião Ordinária de Diretores e Lideranças Sindicais da CONACS 2017.
 
 
Foi realizado entre os dias 31 de janeiro e 03 de fevereiro de 2017, na cidade de Natal/RN, a 1ª Reunião Ordinária de Diretores e Lideranças Sindicais Filiadas à CONACS.
 

 
O evento seguiu até o dia 03/02 e aconteceu no Centro de Treinamento de Ponta Negra João Paulo II – Natal-RN
 
 
VEJA O QUE FICOU DELIBERADO NA 1ª REUNIÃO DE DIRETORES DA CONACS 2017
 
 
 
 
 
1ª REUNIÃO CONACS 3


h

A Convocação para Brasília em prol do reajuste esta prevista para os dias 04,05 e 06 de Abril de 2017.
 
 
 
 
NOVO SITE:
 

domingo, 5 de fevereiro de 2017

AGENTES DE SAÚDE TAMBÉM FAZEM PARTE DE CHAPA 1, PARA ELEIÇÃO DE SINDICATO EM PAULISTA-PE.

FOTO: ARIADNE
 
 
É verdade companheiros e companheiras do Paulista-PE, e de todo Brasil, Vendo a oportunidade de vermos e termos nossos direitos  tirado do papel  e se torna uma realidade para nossa categoria, Aceitamos o convite de participamos da CHAPA 1,  para concorremos a fazer parte da diretoria do SINSEMPA - Sindicato dos Servidores Municipais do Paulista.
 
SINSEMPA, Sindicato onde Agentes de Saúde e algumas categorias não tinham nem vez e nem voz, Hoje após assumir a atual presidente Jucineide  o sindicato vem mudando sua postura e abraçando a base e dando espaço a todas as categorias e até mesmo aos aposentados, Isto é uma prova  quando se ver a composição da CHAPA 1, Onde as categorias estão tendo seu espaço e sendo representadas !
 
Nossa chapa sendo eleita o funcionalismo público do município terá ainda mais conquistas, assim também como nossa categoria
 
Sabendo que atual diretoria do sindicato vem fazendo uma boa administração, Estamos juntos  para somar e para melhorar ainda mais a vida dos servidores municipais em todos os sentidos
 
Queremos aqui agradecer a companheira e atual presidente do SINSEMPA, Jucineide, Não só pela categoria dos Agentes de Saúde, Mas sim também por todas as categorias, Onde ela vem abrindo as portas do sindicato  e ouvindo  todos e nos dando vez e voz !
 
 
 FOTO:ARIADNE
 
 
HOJE POSSO DIZER AQUI !
SINSEMPA,
AS CATEGORIAS EM 1º LUGAR

sábado, 4 de fevereiro de 2017

AGENTES DE SAÚDE VÃO RECEBER AGORA O PISO SALARIAL NACIONAL DA CATEGORIA APÓS QUASE TRÊS ANOS DE IMPLANTAÇÃO DA LEI

FOTO: DIVULGAÇÃO
 
Os agentes de combate a endemias (ACE’s) lotados no Centro de Controle de Zoonose (CCZ) começarão a receber o piso nacional da categoria. Após quase três anos de luta, o Sindicato dos Funcionários Públicos de Resende-RJ, (SFPMR) conquistou mais uma vitória em favor dos servidores municipais. A notícia foi dada no início da semana pelo vice-presidente do Sindicato, Georvânio Paulo de Souza.
 
 
 
Ele contou que, em 2014, a categoria procurou a entidade e questionou sobre o fato dos ACE’s não receberem o piso, já que existe uma regulamentação municipal e repasse de verba federal destinado ao pagamento dos salários destes servidores. “A partir daí marcamos uma assembleia específica onde foi escolhida uma comissão de servidores da categoria para, juntos, reivindicarmos os direitos junto à prefeitura. Nós pensávamos que por já existir a Lei 12.994/2014, que regulamentava o piso nacional, seria só uma questão administrativa para a prefeitura fazer a complementação. Acreditávamos que não haveria nenhum problema porque seria feito um repasse Federal quando foi sancionada a lei em 18 de junho de 2014, pois o município já tinha agentes de endemias. No entanto, não foi isso que aconteceu”, ressaltou Georvânio.
 
Segundo o vice-presidente, após reivindicar o pagamento do piso salarial da categoria por via administrativa com o Executivo e não obter o acordo, o Sindicato teve que partir para a Justiça. “Ganhamos a causa em primeira instância, mas o município recorreu. O desembargador indeferiu a sentença da primeira instância e ordenou que fosse feito uma regulamentação municipal para o pagamento do piso à categoria”, completou.
 
Georvânio explicou ainda, que após o indeferimento da Justiça, a categoria optou pela greve. “A partir daí iniciamos processo de greve e a regulamentação do piso foi pauta de nossa mesa de negociação. A greve durou cerca de quatro dias no mês de setembro do ano passado, quando o Executivo encaminhou para a Câmara de Vereadores o projeto de lei da regulamentação. A discussão e aprovação foram em caráter de urgência. Apresentado em plenário, o Legislativo aprovou em um único dia a regulamentação, mas a lei só foi sancionada em período eleitoral, ocorrendo um empecilho do pagamento devido ao processo eleitoral, que só terminou no dia 31 de dezembro”, contou o vice-presidente, ressaltando que o Sindicato até entrou com um mandado de segurança na Justiça para garantir o direito dos servidores. “No entanto, até hoje não obtivemos uma resposta da Justiça sobre este mandado de segurança”, destacou.
 
 
REGULAMENTAÇÃO
 
Paralelamente, após análise da nova gestão na Prefeitura, o Sindicato informou sobre a regulamentação. “Durante reunião, a Procuradoria Geral do município entendeu que não haveria empecilho de aplicar a Lei do aumento. Na semana passada, eu, juntamente com o tesoureiro do Sindicato e um servidor do CCZ, fomos à Secretaria de Saúde, sendo prontamente recebidos pelo secretário de Saúde, Alexandre Sergio Alves Vieira, que após uma breve conversa, despachou um parecer à Secretaria de Administração aprovando o pagamento já neste mês de janeiro. Entretanto, caso a folha de pagamento do mês já tenha fechado, o pagamento será feito em fevereiro, retroativo a janeiro”, anunciou o vice-presidente, lembrando que o salário base de R$ 727,45 passará para R$ 1.014,00 de acordo com o piso salarial. “Este valor pode ter uma variação de acordo com o tempo de trabalho de cada servidor com um acréscimo de progressão de 3%”, lembra.
 
Quanto à retroatividade do pagamento desde a vigência da lei, o executivo está estudando meios e forma adequada de fazer. Esta será mais uma discussão que o sindicato fará após o cumprimento do direito garantido e regulamentado dos agentes de combate a endemias. “O direito é retroativo até setembro de 2015. Foi uma conquista do Sindicato e da categoria que é a mais unida para reivindicar seus direitos. Eles aprenderam a utilizar o Sindicato como ferramenta para conquistar seus objetivos”, destacou.
 
 
FONTE: A VOZ DA CIDADE

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

AGENTES DE SAÚDE RECEBEM INCENTIVO FINANCEIRO DO ESTADO

 
 
O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul depositou, nesta quinta-feira 02/02, os valores correspondentes ao repasse do Incentivo Financeiro Estadual aos Agentes de Saúde de Mato Grosso do Sul. Ao todo, foram repassados para os municípios por meio do Fundo Especial de Saúde, R$ 2.077.730,81 referentes ao período de julho a novembro de 2016 em caráter retroativo.
 
Desde a publicação da Lei 4.841em julho de 2016, que garante o repasse dos recursos aos agentes, o incentivo foi suspenso devido ao inicio do período eleitoral. Dessa forma, por orientação do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul (COSEMS), os incentivos seriam suspensos, mas regularizados a partir da conclusão ao período das eleições, sendo efetuado o pagamento retroativo ao prazo suspenso.
 
Para os meses seguintes, o compromisso é de que os pagamentos sejam feitos regularmente.
 
O projeto do Incentivo Financeiro aos Agentes de Saúde contempla cerca de 12 mil agentes em todo estado e é baseado em um compromisso do governador Reinaldo Azambuja enquanto candidato, no qual fixa o valor de meio salário mínimo como adicional ao salário dos agentes, pela sua participação nas ações de enfretamento às endemias.
 
O reajuste será de forma gradual calculado sobre o atual benefício, de valor R$ 128,00. Dessa forma, com a aprovação do projeto, em 2016 o valor atual foi corrigido para 34,09% do salário mínimo (R$307,12), passando para 40% em 2017 e chegando a 50% em 2018.
 
O reajuste do incentivo beneficia a todas as categorias de agentes de saúde: Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Controle de Endemias, Agentes de Endemias, Agentes de Saúde Indígena, Agentes de Saúde Pública, Agentes de Vigilância Epidemiológica e Guardas de Endemias.
 
 
Jefferson Gonçalves  – Secretaria de Saúde.
 
 
FONTE: O CORREIOS NEWS

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

AGENTES DE COMBATE ÀS ENDEMIAS FUNDAM SINDICATO EM RECIFE-PE.




Nesta Terça feira, 31/01, Na sede do SIMPOL, Agentes de Combates às endemias da capital de Pernambuco, Fundaram o Sindicato da região metropolitana do Recife,  SINACER - Sindicato dos Agentes de Combate às Endemias do Recife.

Na Assembleia de fundação contou com a presença de vários ASACE - Agentes de Saúde Ambiental e Controle de Endemias, Assim como são conhecidos em Recife.
Contou também com a presença do Advogado Drº Paulo Bandeira entre outros.

A diretoria conta inicialmente no cargo de: 

Presidente Fausto, 
tem como Vice Lara Lúcia,
Sec. Geral Júnior,
tesouraria Rodrigo,
Comunicação Edimilton,
Jurídico: Sergio,
e Politica Sociais Romero.


Sabemos da dificuldades da categoria não só em Recife como em todo Brasil e eu acredito que medidas como essa tem que ser tomadas com intuito de melhorar as condições dos profissionais em todos os sentidos.


FORÇAS COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS, POIS NEM TODOS OS DIAS SÃO DIA DE VITÓRIAS, MAS TODOS OS DIAS SÃO DIA DE LUTA !

BOA SORTE PARA TODOS


segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

CONVOCAÇÃO GERAL PARA TODOS OS AGENTES DE SAÚDE DE TODOS BRASIL EM PROL DO REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL DA CATEGORIA



CONVOCATÓRIA GERAL

O Presidente da Federação Nacional de Agentes Comunitários e de Combate as Endemias – FENASCE, vem através desta convocar toda categoria dos trabalhadores ACS e ACE do Brasil – Sindicatos, Federações, Associações, filiadas ou não, para participar da MOBILIZAÇÃO PELO REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL, que acontecerá em BRASÍLIA, nos dias 07, 08 e 09 de março, do corrente ano, com a seguinte programação:

07/03/2017 – às 10h – Visita aos Gabinetes dos Deputados Federais pelas delegações de cada Estado para articulação e coleta de assinaturas para o abaixo-assinado em apoio ao REAJUSTE DO PISO SALARIAL DA CATEGORIA;

08/03/2017- às 08h - Manifestação Nacional – Concentração na Catedral Metropolitana de Brasília.

09/03/2017-às 9h Vigilia no Ministério da Saúde.

As Entidades que não puderem enviar delegações a Brasília, devem promover manifestações, preferencialmente em frente aos escritórios do Ministério da Saúde nas Capitais de cada Estado

As despesas com alimentação, hospedagem, passagem e translado correrão por conta de cada entidade/delegação.

Brasília, 27 de Janeiro de 2017.

Fernando Cândido do Nascimento 
Presidente

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

CÂMARA DE VEREADORES APROVA O REPASSE DO INCENTIVO ADICIONAL(14º SALÁRIO) DOS AGENTES DE SAÚDE


Neste 24/01, a Câmara Municipal de Itatiba-SP, realizou duas Sessões Extraordinárias. A pauta dos trabalhos contou com a votação, em primeiro e segundo turnos, dos PLs 06 e 07/2017, do Poder Executivo.
O primeiro projeto altera a referência salarial do emprego público de Professor de Desenvolvimento Infantil, constante do Quadro de Pessoal da Prefeitura. O valor passa a ser de R$ 2.298,80, referente ao emprego de provimento efetivo lotado na Secretaria da Educação.
A matéria recebeu pareceres verbais favoráveis de três comissões: Justiça e Redação; Economia e Finanças; e Educação, Cultura, Saúde e Assistência Social. Em primeira e segunda votação, recebeu aprovação unânime. Agora, a lei entrará em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 1º de janeiro de 2017.
A segunda matéria autoriza a Administração a repassar incentivo financeiro anual aos Agentes Comunitários de Saúde vinculados às equipes de Saúde da Família. O repasse será feito pelo Ministério da Saúde, conforme determina a Portaria nº 314/2014. O valor será pago no mês de dezembro de cada ano aos que tenham cumprido as metas definidas pelo Ministério e pelo município. O incentivo referente ao exercício de 2016 será repassado em fevereiro de 2017 aos profissionais.
O projeto recebeu pareceres verbais favoráveis de três comissões: Justiça e Redação; Economia e Finanças; e Educação, Cultura, Saúde e Assistência Social. A votação foi unânime nos dois turnos.

FONTE: http://camaraitatiba.sp.gov.br/alteracao-de-salario-dos-professores-e-adicional-a-agentes-comunitarios-de-saude-foram-aprovados/

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

PROGRAMA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA REDUZIU MORTALIDADE



Um estudo da Fiocruz Bahia e da UFBA (Universidade Federal da Bahia) mostrou que o programa Estratégia Saúde da Família (ESF) conseguiu diminuir significativamente a mortalidade de brasileiros no período de 2000 e 2012. O levantamento foi publicado agora em janeiro no periódico Health Affairs e foi feito em parceria com o Imperial College de Londres e a Universidade de Harvard. 
O ESF é um plano de qualificação da atenção básica na saúde. O intuito é a construção de um relacionamento com o usuário do SUS. São feitas visitas domiciliares e estratégias mais atentas de cuidado. 

Segundo a pesquisa, se a cobertura do Estratégia Saúde da Família chegar a 100% no Brasil, 6.400 mortes por ano poderiam ser evitadas. Esse número ainda poderia chegar a 10.400 menos mortes se municípios melhorassem indicadores de governança.

Governança, diz o estudo, é “a combinação de fatores políticos, sociais, econômicos e institucionais que afetam o comportamento de organizações e indivíduos e que influenciam o seu desempenho”. O termo tem sido fortemente usado em estudos de saúde pública e a estratégia é um dos pilares da Organização Mundial de Saúde. Para a entidade, uma boa governança é essencial para melhorar indicadores de saúde de populações.
De olho nessa relação entre saúde e governança, os pesquisadores analisaram dados de 1.622 municípios brasileiros entre 2000 e 2012 e demonstraram que os municípios com melhores níveis de governança tiveram as maiores reduções na mortalidade. Eles também constataram que a cobertura de atenção primária foi associada com reduções na mortalidade.

No estudo, pesquisadores também observaram que no Brasil uma melhor governança de saúde está correlacionada com a expansão do Estratégia Saúde da Família. Isso porque, no levantamento, municípios com melhor governança tinham maior cobertura do ESF. 

Para chegar aos resultados que correlacionavam a mortalidade, no entanto, os pesquisadores dividiram as causas de mortalidade entre sensível aos cuidados de saúde ou insensível à estratégia. De modo geral, ambas as taxas de mortalidade (sensível/insensível) diminuiu 1,7% de um ano para o outro entre 2000 e 2012.
Já a expansão da ESF foi associada a uma queda de 6.8% nas taxas de mortalidade de condições sensíveis aos cuidados de saúde. Não houve, entretanto, diminuição significativa quando consideradas as condições e fatalidades não sensíveis aos cuidados de saúde. 

Sobre o Estratégia Saúde da Família

A Estratégia de Saúde da Família foi introduzida em 1994 e é um dos principais pilares de governança do Sistema Único de Saúde. Cada programa conta com médicos de atenção primária, enfermeiras, agentes de saúde e atende aproximadamente mil famílias. Pode incluir também profissionais de saúde bucal. As equipes fornecem cuidados primários abrangentes, incluindo saúde infantil, prevenção de doenças crônicas, visitas domiciliares e encaminhamentos.
O programa abrange 5.465 dos 5.565 municípios brasileiros. São 121,2 milhões de indivíduos atendidos (121,2 milhões de pessoas, 62,5% da população, segundo dados de 2014). 
Vários estudos já analisaram o impacto do programa. A maioria demonstra que, em comparação com menor cobertura do ESF, o programa reduziu internações, diminuiu as taxas de mortalidade infantil e de mortes por doenças cardiovasculares. O ESF é detalhado na Política Nacional de Atenção Básica do Ministério da Saúde. 

FONTE:  BRASILEIROS

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

ALGUNS MUNICÍPIOS E ESTADO NO BRASIL QUE REPASSA OU JÁ REPASSARAM INCENTIVO ADICIONAL(14º SALÁRIO) DOS AGENTES DE SAÚDE


Estado – Município
  • AC – Senador Guiomard
  • AL – Rio Largo
  • BA – Antas
  • BA – Aurelino Leal
  • BA – Belmonte
  • BA – Central
  • BA – Conceição do Almeida
  • BA – Itanhem Na Bahia
  • BA – Eunápolis
  • CE – Aracati
  • CE – Capistrano
  • CE – Icó
  • CE – Iraucuba
  • CE – Itapajé (De acordo com um comentário abaixo só paga os ACS)
  • CE – JUAZEIRO DO NORTE
  • CE – Jaguaruana
  • CE – Madalena
  • CE – Maracanau
  • CE – Novo Oriente
  • CE - Pindoretama
  • CE – Tejuçuoca
  • CE – Crato
  • CE – Aurora
  • CE – Cedro
  • CE – HORIZONTE
  • CE – Marco
  • CE – Morrinhos
  • CE – Barro (Pagou em 2015)
  • CE – Pacajus
  • ES – Irupi
  • GO – Brazabrantes
  • GO – Novo Gama
  • GO – Padre Bernardo
  • GO – Planaltina
  • GO – Santo Antonio do Descoberto
  • MA – Araioses
  • MA – Colinas
  • MG – Belo Horizonte
  • MG – Caiana
  • MG – Governador Valadares
  • MG – Sabará
  • MS – Alvorada do Sul
  • MS – Campo Grande
  • MS – Fatima do Sul
  • MS – Glória de Dourados
  • MS – Naviraí
  • MS – Taquarussu
  • MT – Nova Olimpia
  • PA – Marabá
  • PB – Marizópolis
  • PE – CATENDE
  • PE – Joaquim Nabuco
  • PE – Ouricuri
  • PE – PAULISTA
  • PE – Verdejante
  • PI – Corrente
  • RO – Candeias do Jamari
  • RO – Porto Velho
  • RJ – Mesquita
  • RJ – Nova Iguaçu (Só pagou 2011 depois não pagou mais)
  • RN – Caicó
  • RN – Macaiba
  • RN – Riachuelo
  • RN – São Francisco do Oeste
  • RN – Santana do Matos
  • RS – Igrejinha
  • RS – Barracão
  • RS – Bom Principio
  • RS – CAÇAPAVA DO SUL (Só paga mediante requerimento anual)
  • RS – Cândido Godoi
  • RS – CERRITO
  • RS – São Borja
  • RS – Vacaria  (De acordo com um comentário abaixo só paga os ACS)
  • RS – Xangri-Lá (De acordo com comentário, só paga mediante protocolo mostrando que o valor está disponível na página do FNS.)
  • RS – Vila Maria
  • SC – Paulo Lopes
  • SC – Blumenau
  • SP – Anastácio
  • SP – Marília
  • SP – Tabatinga
  • SP – Taciba
  • TO – Tocantinopolis
OBS: Infelizmente só temos a confirmação dos profissionais dos municípios acima e isso está muito longe da meta que é de exigir que TODOS os municípios paguem os direitos dos ACS’s e ACE’s.
Fiquem atentos, pois essa lista é sempre atualizada com base nas informações postadas pelos próprios profissionais nos comentários.

FONTE: PORTAL10NOTÍCIAS