Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

ASSOCIAÇÃO


quinta-feira, 21 de novembro de 2013

ATENÇÃO TODOS OS AGENTES DE SAÚDE DO ESTADO DO CEARÁ, A PRESIDENTE DILMA QUE DEU AS COSTA PARA A CATEGORIA, VAI ESTA EM FORTALEZA NESTE 22/11, VAMOS NOS ORGANIZAR E FAZER PRESSÃO, A LUTA CONTINUA !


FOTO: DIVULGAÇÃO.

A presidente Dilma Rousseff (PT) estará em solo cearense amanhã. A visita foi confirmada pela Presidência e se antecipa à viagem que tinha programado para Pernambuco. O gesto acontece um mês depois de o grupo político dos irmãos Ferreira Gomes ter deixado o PSB, do governador Eduardo Campos (PE), para apoiar sua candidatura à reeleição no ano que vem, além das prisões dos réus do mensalão.
A passagem pelo Estado, portanto, será marcada de simbolismo, visando, também, a afagar os aliados.
A presidente deve desembarcar por volta das 9h na Base Aérea de Fortaleza, de onde seguirá para o Centro, local do evento. Na ocasião, Dilma assinará a ordem de serviço para Linha Leste do Metrô de Fortaleza. O projeto faz parte do Programa “Mobilidade Grandes Cidades”, do Governo Federal. O projeto se integrará ainda às Linhas Sul; Oeste, remodelada, ao ramal Parangaba-Mucuripe (VLT), também em obras, e aos terminais de ônibus. A linha subterrânea seguirá em boa parte do trajeto pela avenida Santos Dumont. Lá, ela vai assinar ainda a criação da reserva indígena Tapa dos Anacés, que ocupava o terreno onde será construída a refinaria Premium II, da Petrobras.
MOBILIDADE
Dilma ainda deve anunciar outros investimentos, segundo informações de sua assessoria. Os recursos fazem parte do pacote de 50 bilhões de reais em mobilidade urbana previstos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) em meios às manifestações de junho passado.
Na ocasião, o governo federal liberou R$ 2,9 bilhões para mobilidade urbana, sendo R$ 1,8 bilhões para o Governo do Estado e R$ 1,1 bilhões para Prefeitura de Fortaleza. O governador Cid Gomes e o prefeito Roberto Cláudio, ambos do Pros, iriam tratar pessoalmente destes investimentos ontem, em Brasília, mas a viagem foi cancelada, conforme informações das assessorias.
Os investimentos a serem anunciados por Dilma serão usados para construção de novas linhas de ônibus com trechos exclusivos, os chamados Bus Rapid Transit (BRTs), e para ampliação do metrô de Fortaleza. Além dessas demandas, a Prefeitura também solicitou recursos para aquisição de novos ônibus articulados e estendidos para operar nas linhas de BRT, que deverão atender às normas de acessibilidade após a modernização.
SÓ ANO QUE VEM
Na passagem pelo Nordeste, Dilma cancelou a visita que faria a Pernambuco. A presidente iria vistoriar o andamento das obras do projeto de integração do Rio São Francisco. Ela realizaria um sobrevoo sobre o trecho da obra em Mauriti, no Cariri, mesmo local visitado há alguns meses pelo senador Aécio Neves (PSDB/MG). Contudo, sua assessoria, informou que esta parte da agenda foi cancelada e, portanto, deve ficar para o ano que vem.
O Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional tem como objetivo assegurar a oferta de água a cerca de 12 milhões de habitantes de 390 municípios do agreste e do sertão dos estados de Pernambuco, do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte
Para oposição, Dilma fará “oba-oba”
A oposição criticou duramente a visita da presidente Dilma Rousseff por fazer “propaganda” eleitoral antecipada, pois, segundo justificaram, os anúncios que serão feitos novamente não saíram do discurso.
Para o deputado João Jaime (DEM), ao invés de novos investimentos, Dilma deveria realizar uma prestação de contas sobre a destinação de R$ 9 bilhões para medidas emergenciais de enfrentamento da seca no Nordeste, anunciada em abril passado. “Não passará de oba-oba, que será usado na sua campanha eleitoral”, disse.
Na mesma linha, o deputado Fernando Hugo (SDD) aumentou o tom. Disse que, se for feito um levantamento das visitas da era Lula e Dilma, são promessas demais e exposição de sonhos que não são transformados em realidade, lembrando que a última foi em abril e, até agora, o evento, ciceroneado e festejado pelos governadores nordestinos, nada do que foi prometido saiu do papel, principalmente no Ceará.

FONTE: O ESTADO.

Nenhum comentário: